Monthly Archives : março 2014

O golpe militar, a ditadura e o Cruzeiro

O golpe militar completa 50 anos. Ontem, em minha coluna dominical no Jornal de Brasília, escrevi sobre o tema. Confira a íntegra do texto: Memórias do golpe Há 50 anos, eram escritas no Brasil as primeiras páginas do capítulo mais sombrio e vergonhoso da história recente do país. Na madrugada do dia 31 de março… Continue lendo →

Reaja e aja, Cruzeiro ou haja coração, torcedor

Começou a semana mais importante do ano para o Cruzeiro. Além de decidir, na quinta-feira, a vida na Libertadores da América, a Raposa inicia o duelo final do Mineiro contra o Atlético no domingo. Ficaram para trás, portanto, as chances de o time desperdiçar atuações, jogar abaixo da crítica, apresentar-se sem raça, atuar com deficiência… Continue lendo →

Geraldo II, o primeiro gigante sob a trave celeste

Dificilmente se encontrará, na história do Palestra e do Cruzeiro, atleta mais dedicado, dentro e fora de campo, do que o goleiro Geraldo II. Operário profissional, Geraldo Domingos foi um dos responsáveis pelo assentamento de tijolos na construção do Estádio Juscelino Kubitschek, no Barro Preto. Com isso, efetivou-se como um dos raros colaboradores, na história… Continue lendo →

Dedé ainda está perturbado. Que bom!

Na terça-feira à noite, o zagueiro Dedé deu uma declaração que me chamou a atenção sobre o fatídico jogo contra o Defensor. Confira: É ruim perder, mas nunca tinha acontecido isso na minha vida, de tomar o gol no último segundo do jogo, foi muito ruim, até hoje eu penso nisso. Essa semana sem jogos… Continue lendo →

Ao trabalho e às alterações, Marcelo Oliveira

Com a semana livre, sem jogo pelo Mineiro e pela Libertadores, o técnico Marcelo Oliveira com certeza tem trabalhado intensamente na Toca da Raposa. Ele sabe que há muitos ajustes tático e técnico a se fazer. E mais, algumas trocas na equipe precisam ser ponderadas, estudadas, testadas. Mayke por Ceará é um exemplo. Todos sabem… Continue lendo →

Niginho: o carrasco dos clássicos

  Leonízio Fantoni, o Niginho, é reconhecido por muitos como o segundo maior jogador da história do Cruzeiro, ficando atrás apenas de Tostão. “O Carrasco dos Clássicos”, “O Tanque”, “Menino Metralha” e Fantoni III são apenas alguns dos apelidos dados ao craque Niginho durante sua fantástica carreira. Nascido em 12 de fevereiro de 1912, no… Continue lendo →

Memorabilia cruzeirense (4): pôster da Placar em homenagem ao bi da Supercopa

Em 1992, a revista Placar lançou um pôster gigante em homenagem ao bicampeonato da Supercopa pelo Cruzeiro. Por ter sido brilhante e histórica, aquela conquista de fato merecia um trabalho exclusivo de reportagem e fotografia da paulistíssima Placar, até então restrita ao lançamento de pôsteres gigantes de times cariocas e paulistas. Além do mega pôster,… Continue lendo →

Chance de recomeçar

Tem  jornalista perguntando, em coletiva na Toca, qual o segredo para se esquecer o mau resultado de quinta-feira e se concentrar no jogo de hoje, pelo Mineiro. Ora, é claro que não se esquece assim um trauma. O Cruzeiro entrará em campo logo mais, contra o Boa Esporte, ainda sob os efeitos daquele vexame, no… Continue lendo →

A história não permite que se duvide do Cruzeiro

Dez razões para acreditar na vitória

No futebol, não existe vencedor de véspera, nem favoritismo que não possa ser desbancado. Estamos todos carecas de saber disso. Portanto, nada de pensar que vitória hoje é favas contadas, pule de dez, certeza inexorável… Nada disso. O Cruzeiro precisará suar muito a camisa para conquistar os três pontos e, principalmente, convencer que está com… Continue lendo →