Cruzeiro 2 x 0 Fluminense – dez considerações

image

Foto: Vinnícius Silva / Portre Imagens

1 – Já temos a imagem do ano. É esta acima! Nela, os dois icônicos personagens da perfeita e ensolarada manhã cruzeirense.

2 – Quanto ao Matheus, o garotinho cruzeirense da foto, saiu tudo perfeito. Ele entrou em campo, foi ovacionado pela torcida, tocou o chão para sentir a textura do gramado, ganhou a camisa do Fábio e, o melhor, saiu com o sonho dele e da mãe realizados. Palmas para todos que construíram esse momento.

3 – Willian, por sua vez, estraçalhou do início ao fim. Durante o hino, com Matheus no colo, se emocionou a ponto de permitir que as lágrimas corressem pelo rosto. Com a bola rolando, atuou com perfeição. Fez, como Mano Menezes pediu, a função do homem de referência no ataque, participando decisivamente de todas as jogadas ofensivas da equipe. Como prêmio pelas conclusões apuradas, marcou dois bonitos gols. É o símbolo da reação cruzeirense no Brasileirão!

4 – No aspecto coletivo, o Cruzeiro esteve impecável. Jogou de forma organizada o jogo inteiro. Além disso, atuou com inteligência, consciência e equilíbrio: atacou sem dar trégua quando as condições para isso eram favoráveis e segurou, cadenciou, quando a partida permitiu tal contenção. Enfim, impecável tática, técnica e fisicamente.

5 – A beleza do primeiro gol, com Willian girando e tocando de esquerda no canto direito de Cavalieri, ficou ainda mais reluzente com a viril e sensata participação de Manoel no lance. O zagueirão roubou a bola no campo de defesa, avançou, ganhou do marcador e, com a destreza de um lateral, cruzou no pé do Bigode. O novo gigante da zaga tem repertório muito mais vasto do que simplesmente espanar bolas com chutes para o mato.

6 – É impressionante o vigor físico e a excelência técnica do lateral Ceará. Ontem, sob um sol escaldante, parou o rápido ataque tricolor, com Gérson e Marcos Júnior. Ainda encontrou espaços para apoiar e, no final do jogo, finalizar uma bola dentro da área que quase parou no fundo da rede. Tudo isso já seria argumento suficiente para a renovação de Ceará com o Cruzeiro, mas para tornar ainda mais urgente o novo contrato, o lateral ainda dá aula de liderança e experiência no elenco. Fica, Ceará!

7 – Leandro Damião foi o único que destoou do ótimo desempenho do restante da equipe. Isso, claro, por causa do “Inacreditável Futebol Clube” que protagonizou. Ele “tropeçou” na soberba de achar que o gol estava feito e, por  isso, depois de limpar o goleiro da jogada, concluiu bisonhamente. Não é caso para execração do atacante, como bem disse Mano Menezes na entrevista coletiva. Mas cada vez mais Damião dá mostras de que precisa seguir novos caminhos na carreira.

8 – Animação à mil, vozes que cantaram sem parar, disposição à máxima potência e amor ao Cruzeiro exalando pelos poros. Outro show à parte dessa torcida que se especializou em dar espetáculos. Foi isso que os 40.095 torcedores presentes ao Mineirão fizeram.

9 – Ou melhor, 40.096 torcedores, porque, convenhamos, Fábio foi um mero espectador de luxo na partida.

10 – Dez! É a nota que merecem Fábio, Ceará, Bruno Rodrigo, Manoel, Fabrício, Henrique, Charles, Willians, Cabral, Arrascaeta, Allano, Marcus Vinícius e Willian pela atuação irretocável, digna da grandeza do atual bicampeão brasileiro.

3 Responses to “Cruzeiro 2 x 0 Fluminense – dez considerações”

  1. Gilberto Formagini disse:

    um domingo especial ….. festa, emoção, família, gols, mas acima de tudo, de esperança, sonhos e solidariedade, um domingo de Matheus…. você nos deu vários exemplos…. Deus abençoe!!!!

  2. Deo disse:

    Que linda essa cama pet. Colei certo o link?! Eu quero vai. Muito lindo.

  3. Alessandro Lopes disse:

    Excelentes ponderações, super detalhista, parabéns

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *