Rápido e rasteiro: Gabriel Xavier, Topper, Dida, Procópio e alguns pitacos mais

IMG_4262

Algumas opiniões e informações sobre o que de mais importante tem acontecido no Maior de Minas:

BLOG DO OLIVIERI NO FACEBOOK

  • Gabriel Xavier vai para o Sport, onde certamente terá mais chances de fazer jogos em sequência. No Cruzeiro, nas poucas oportunidades que recebeu, só soube aproveitar aquelas em que entrou no decorrer do jogo. Sempre que titular, é preciso reconhecer, ele não foi bem. Não há motivos para o torcedor sofrer de viuvez, portanto.
  • Direto dos bastidores. A Topper está muito próxima de ser a nova fornecedora de material esportivo do Cruzeiro. Os valores oferecidos pela empresa teriam agradado à cúpula cruzeirense, que não cogita fechar com as gigantes Nike e Adidas por causa do modelo variável de repasse que utilizam. O clube não abre mão de um valor fixo.
  • Dida, o maior goleiro da história do Cruzeiro, ainda não pendurou as luvas, mas já se prepara para quando abandonar a baliza. Aos 42 anos, ao mesmo tempo em que analisa propostas de alguns clubes brasileiro, ele pavimenta a carreira de treinador no Internacional. Ontem, Dida iniciou a observação de treinos e formulação de relatórios na comissão técnica de Argel Fucks, do Colorado. Serão 50 horas de atividades, conforme exige o curso de treinador da CBF. Boa sorte ao Muralha Azul!
  • Por falar em goleiro ídolo, ontem Gomes, o da Tríplice Coroa, completou 35 anos. Atualmente, o ex-cruzeirense defende o Watford, da Inglaterra, na Premier League. Voltar ao Cruzeiro para encerrar a carreira é uma das metas de Gomes. Ele, porém, admite que é difícil isso acontecer por causa do lugar cativo de Fábio com a camisa número um.
  • Procópio Cardoso, zagueiro do Cruzeiro na conquista da Taça Brasil de 1966, ganhará uma biografia provavelmente ainda este ano. O autor é o cruzeirense Flávio Orsini Costa, jornalista que estreará como escritor do ramo. O prefácio será feito por um companheiro de Procópio na conquista sobre o time de Pelé – o mestre das letras Tostão.

image

5 Responses to “Rápido e rasteiro: Gabriel Xavier, Topper, Dida, Procópio e alguns pitacos mais”

  1. Alan Mendonca disse:

    Fechando com a Topper o Cruzeiro somente mudará o nome do problema. A alpargatas e outra empresa que nao anda bem das pernas.

  2. Eduardo Coelho disse:

    Mas o contrato com a Penalty não era de 3 anos? Não está no começo do 2o. ano?
    Não entendi pq se falar de material esportivo agora!

  3. Anderson Oliveira disse:

    Não sei porque o Cruzeiro insiste em pensar pequeno em relação a confecção de uniformes. Trocar a penalty pela Topper é trocar seis por meia dúzia. Vamos pensar grande: Adidas, Nike, Umbro… será que a venda de camisas e a visibilidade mundial não rendem mais que esse valor fixo.
    Me lembro muito bem quando o Corinthians foi jogar o mundial, lojas da Nike no “Japão” lotadas de produtos do time.
    Pensar grande pessoal do marketing, pelo amor de Deus!

  4. Sirení Oliveira disse:

    Concordo com o comentário sobre o Gabriel Xavier, perfeito! E discordo quanto ao Dida ter sido o maior goleiro do Cruzeiro. Pelo conjunto da obra, Fábio é o maior goleiro do Cruzeiro!

Deixe uma resposta para Sirení Oliveira Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *