Posts Under ‘Contando a história celeste’ Category

Libertadores de 97: a história que eles viveram

Dezoito anos! Hoje, a conquista da Libertadores da América de 1997 atinge a maioridade. Momento mais que oportuno, portanto, para reviver aquela noite de 13 de agosto. Nos últimos dias, o Blog ouviu 14 personagens que, de uma forma ou outra, participaram da conquista do bicampeonato da Libertadores da América. Eis o que eles contaram: Wilson Gottardo,… Continue lendo →

Luisão: o tríplice campeão que conquistou Portugal

Está lá, no livro 2003: o ano do Cruzeiro, dia 7 de agosto: Alvimar anunciou que o Cruzeiro estava perto de perder o zagueiro Luisão para o futebol europeu. Pela primeira vez, noticiava-se a possível ida de Luisão para o Benfica. Ao torcedor cruzeirense, que vivia o ano da alegria e pouco via a tristeza… Continue lendo →

Cruzeiro x Palmeiras na Copa do Brasil: revivendo o que é eterno

“Vai ser balaiada, Ricardinho”, disse Roberto Gaúcho ao volante após o gol de Luisão, aos 5 minutos, na finalíssima da Copa do Brasil de 1996. O ponta cruzeirense tinha todas as razões do mundo para desconfiar que o Cruzeiro padeceria em goleada naquela noite. Do outro lado, uma seleção fantástica bailava nos gramados em harmonia… Continue lendo →

A primeira flertada dos turcos a Alex

Foi em 16 de julho de 2003, há exatos 12 anos, portanto, que o Fenerbahce demonstrou, pela primeira vez, interesse na contratação do craque Alex. Pelo menos foi o que noticiaram jornais turcos da época, o que repercutiu no Brasil e logo fez Alvimar Perrella, então presidente celeste, se manifestar: – Se eles estão vindo… Continue lendo →

Caso Felipe Melo: o que o episódio com Natal, o Diabo Loiro, ensina

O dia em que Alex, Maurinho e Dracena desmistificaram a maldição da Seleção

Existe uma mística no Cruzeiro de que jogador que vai para a Seleção volta para o Clube com rendimento abaixo do que o credenciou a ser convocado. Ramires, em 2009, é um dos exemplos mais lembrados pelo torcedor. Henrique, em 2011, também. Ontem, após a convocação de Goulart e Éverton Ribeiro, identifiquei nas redes sociais… Continue lendo →

Libertadores de 1997: 17 anos de uma página heroica imortal

(O blog no Facebook e no Twitter) “A arte de vencer se aprende nas derrotas”. Essa frase do Libertador da América Simón Bolívar revela como o Cruzeiro descobriu o caminho da vitória na Copa Libertadores de 1997. Quase morto no torneio, com uma sequência negativa de três derrotas nos primeiros jogos, o Clube mineiro já era tido por… Continue lendo →

Por que o 7 a 1 da Alemanha nos remete ao 7 a 0 do Cruzeiro sobre o Bahia?

Hoje faz um mês que Barbosa descansa em paz. Não é do goleiro de 1950 mais a pecha de protagonista do maior vexame da história do futebol brasileiro. Agora, sobre Felipão e seus comandados está tal calvário. Olhando para trás, levando a memória àquele 8 de julho, lembro-me que minha tristeza pela hecatombe dos 7… Continue lendo →

Túnel do tempo: o precoce adeus de Tostão dos gramados

No dia 5 de agosto de 1973, às 20 horas, o programa Fantástico, da Rede Globo, estreou com um furo de notícia. Pela voz de Léo Batista, responsável por chamar a reportagem, o Brasil soube que Tostão se despedia dos gramados. Do estúdio, as imagens foram cortadas para um consultório médico em Houston, nos Estados… Continue lendo →

Molecagens celestes

Lá se vão exatos 38 anos de uma molecagem que rendeu o primeiro título da América para o Cruzeiro. Foi no dia 30 de julho de 1976 que Joãozinho cobrou precipitadamente uma falta aos 44 minutos do segundo tempo. A bola era do lateral Nelinho, que já contava os passos para a pancada. Joãozinho não se… Continue lendo →