Posts Under ‘Cotidiano – Chacota’ Category

Memórias do 6 x 1 eterno

BLOG DO OLIVIERI NO FACEBOOK (…) Nada mais derrubaria a Raposa naquela tarde. Nem mesmo o gol de honra de Réver, quatro minutos depois, em jogada de escanteio. Muito menos o anúncio, aos 27 minutos, de que em Curitiba o ex-cruzeirense Guerrón havia marcado o gol da vitória do Atlético-PR sobre o rival Coritiba. Aos… Continue lendo →

PQP

Puta que pariu… Não foram poucas as vezes que recorremos, neste ano, ao palavrão para exprimir nossa raiva, indignação e inconformismo com os rumos dados pela diretoria ao Cruzeiro. A cada venda sem reposição, um “puta que pariu”; no fiasco da eliminação da Libertadores, outro “puta que pariu”; na demissão de um campeão para chegada… Continue lendo →

De fazer inveja ao Vaticano

(O blog está no Facebook  e no Twitter) No dia 13 de agosto de 1997, até as estruturas do Mineirão balançaram em reverência a Dida, pela defesa milagrosa que fez pouco antes do gol de Elivélton, na decisão da Libertadores. Em 9 de julho de 2000, até São Paulo se curvou ao voo de André para interceptar… Continue lendo →

Kaiu, Anelka e o “kkkk” cruzeirense

Hoje tem jogo importante na Libertadores. O Cruzeiro (uai, ele não tinha sido eliminado? Vi tantos pateticanos dizendo isso…) enfrentará o paraguaio Cerro Portenho pelas oitavas de final do torneio. Teria assunto à rodo, portanto, para explorar no texto de hoje do blog: as ausências de Dagoberto e Ricardo Goulart, o retrospecto histórico do Cruzeiro… Continue lendo →

Vinícius Araújo de partida: bom negócio?

A promessa partiu. O atacante Vinícius Araújo foi contratado pelo Valência, da Espanha, e deixou a Raposa após pouco mais de um ano como profissional no Clube. Para alguns torcedores, a saída foi precipitada. O Cruzeiro deveria ter segurado mais o jogador, tê-lo lapidado para ser o futuro camisa 9 do time. Para outros, diante… Continue lendo →

Mazembou com rajadas

Mazembou. E não digam que não foram avisados. Eu mesmo há meses vinha prevenindo: cuidado com a “mazembada”. Na verdade, na verdade, sequer “mazembada” foi. Foi “rajada” mesmo. Porque “mazembada” seria se o fiasco atleticano fosse igual ou menos vexatório do que o do Inter. Quem nas duas oportunidades esteve e em ambas sorriu garante: 2010… Continue lendo →

Não debato! Mas respeito atleticanos debutantes

Bicampeões ou tricampeões? Na boa, só entra nessa discussão quem é tolo. Alguns atleticanos do trabalho até tentaram me contra-argumentar ontem, quando cheguei comemorando o tricampeonato. Preparado que estava, tirei da mochila o livro Dossiê – Unificação dos Títulos Brasileiros a Partir de 1959, entreguei a eles e decretei: – Vão estudar e voltem depois…. Continue lendo →

Ao tal do Fernandinho

Fernandinho, boa tarde! Você chegou a Minas faz pouco tempo. Certamente ainda não sabe muita coisa sobre o futebol mineiro. Como, por exemplo, que preferimos a Pampulha ao Horto. Preferimos o Gigante à caixa de sapato. Afinal, aos grandes, os coliseus. Aos menores, os anfiteatros. É provável que você não saiba  também que temos em… Continue lendo →