Posts Under ‘Ídolos do Cruzeiro’ Category

Com Natal, atraso de salário não tinha perdão

Atraso de salário no futebol brasileiro já é algo cultural. Todos os clubes atrasam. Uns menos, como o Cruzeiro, outros mais, como o Atlético Mineiro. Mas nenhum pode se gabar dizendo “desta água nunca bebi”.  BLOG DO OLIVIERI NO FACEBOOK A má prática dos clubes está tão enraizada na cultura do futebol brasileiro que remonta… Continue lendo →

Hoje é o dia do dono da 6. Viva Nonato!

Há 49 anos, nascia o maior lateral esquerdo da história do Cruzeiro. Abaixo, o perfil que escrevi sobre ele no livro Anos 90: um campeão chamado Cruzeiro. Viva Raimundo Nonato! BLOG DO OLIVIERI NO FACEBOOK Raimundo Nonato da Silva nasceu em Mossoró, Rio Grande do Norte, em 23 de fevereiro de 1967. Na infância, o… Continue lendo →

A história por trás da foto (8): Piazza – generosidade sem limites

Chovia torrencialmente em Belo Horizonte. Se alguma expectativa eu tinha de vender ao menos 50 exemplares de “20 Jogos eternos do Cruzeiro”, ela se desfez à primeira ida até a janela do hotel e verificar que a capital mineira estava debaixo de um dilúvio. BLOG DO OLIVIERI NO FACEBOOK Minha esposa percebeu o abatimento no… Continue lendo →

Aristizábal, o ídolo com pressa

Há quem diga que, para alcançar o status de ídolo, um jogador precisa acumular os seguintes atributos: ótimo futebol, títulos, sintonia com a torcida e longa trajetória no clube. Pelo Cruzeiro, o ídolo Aristizábal cumpriu quase tudo isso à risca, só faltou a longa trajetória, o que evidencia que não é razoável utilizar o tempo de… Continue lendo →

O Eurico Miranda que se recusou a pagar Roberto Gaúcho em 1991 é o mesmo que rebaixou o Vasco ontem

Eurico Miranda acaba de dar uma entrevista coletiva histórica. Histórica porque patética, cínica e atentatória ao torcedor vascaíno. O pior de tudo: a verborragia do mandatário acontece um dia depois do terceiro rebaixamento do time no Brasileirão. Nem o luto do torcedor foi respeitado, o que só aconteceria se a renúncia fosse anunciada. Assistindo à… Continue lendo →

Lágrimas por Ceará

Em 2010, eu estava em lua de mel em Paris quando soube que, na cidade, jogariam PSG e Caen, pelo Campeonato Francês. Falei à esposa que a levaria a um lugar fantástico e comprei ingressos para a partida. Óbvio que quando chegamos à porta do Parc des Princes, estádio do PSG, levei bronca. Afinal, na… Continue lendo →

Alex10: “O livro é 100% sincero”

  Amanhã, Alex estreará num mundo que não lhe é totalmente estranho. Afinal, quem o acompanha de perto há algum tempo sabe que a literatura era um dos passatempos preferidos dele nas entediantes concentrações. A diferença agora é o protagonismo. Sai de cena o Alex leitor e admirador de bons livros, entra o Alex personagem, biografado…. Continue lendo →

Meu Cruzeiro de todos os tempos. Qual é o seu?

Ontem, no trabalho, de supetão, me pediram para escalar o Cruzeiro de todos os tempos. Tive tanta dificuldade em eleger os 11 gênios supremos que pedi licença ao desafiador para escalar três times – o A, o B e o C. O “A”, de titulares, considerando os que vi e não vi atuarem, ficou assim:… Continue lendo →

Salve, Dida, o maior de todos os tempos

Poucos partiram deixando tanta saudade. E olha que, depois dele, houve quem o sucedesse com primazia. Aliás, houve, não, há! Fábio é digno da camisa um de Dida, assim como Gomes também o foi. Mas Dida é Dida. Sabe aquela coisa de dizer que Maradona ganhou a Copa de 86 para a Argentina, Romário a… Continue lendo →

Vida longa, Paulinho Maclaren

Paulinho Maclaren está aniversariando hoje. O ídolo cruzeirense que se eternizou na história do clube com o “gol galinha”, em 1996, completa 52 anos de idade. Tenho orgulho de dizer que sou amigo do Paulinho. Graças aos livros que escrevi, aproximei-me dele a ponto de os contatos para entrevistas descambarem para uma agradável amizade. E… Continue lendo →